quarta-feira, 21 de abril de 2010

Inconfidência...

“Se eu tivesse dez vidas, todas dez vidas eu daria”
Joaquim José da Silva Xavier
"LIBERTAS QUAE SERA TAMEM" = "LIBERDADE AINDA QUE TARDIA"
21 DE ABRIL


DO CAMINHO DA FORCA

Os militares, o clero, os meirinhos, os fidalgos [Águas, montanhas, florestas,
que o conheciam das ruas, negros nas minhas, exaustos...
das igrejas e do teatro, - bem podíeis ser, caminhos,
das lojas dos mercadores de diamante ladrilhados... ]
e até da sala do Paço; Tudo leva na memória:
e as donas mais as donzelas em campos longos e vagos
que nunca o tinham mirado, tristes mulheres que ocultam
os meninos e os ciganos, seus filhos desamparados...
as mulatas e os escravos, Longe, longe, longe, longe,
os cirurgiões e algebristas, no mais profundo passado...
leprosos e encarangados, - pois agora é quase um morto,
e aqueles que foram doentes que caminha sem cansaço,
e que ele havia curado que por seu pé sobe à forca,
- agora estão vendo ao longe, diante daquele aparato...
de longe escutando o passo
dos Alferes que vai à forca, Pois agora é quase um morto,
levando ao peito o braço, partindo em quatro pedaços,
levando no pensamento e – para que Deus o aviste –
caras, palavras e fatos; levantado em postes altos.
as promessas, as mentiras,
línguas vis, amigos falsos [Caminha a Bandeira
coronéis, contrabandistas, de Misericórdia.
ermitões e potentados, Caminho, piedosa,
estalagens, vozes, sombras, mais alta que a tropa.
adeuses, rios, cavalos... Da forca se avista
a Santa Bandeira
Tudo leva nos seus olhos, da Misericórdia.]
nos seus olhos espantados,
o Alferes que vai passando
para o imenso cadafalso,
onde morrerá sozinho
por todos os condenados.
Cecília Meireles - Romanceiro da Inconfidência



Música:  Exaltação a Tiradentes
Joaquim José da Silva Xavier
Morreu a vinte e um de abril
Pela independência do Brasil
Foi traído e não traiu jamais
A Inconfidência de Minas Gerais
Foi traído e não traiu jamais
A Inconfidência de Minas Gerais
Joaquim José da Silva Xavier
Era o nome de Tiradentes
Foi sacrificado pela nossa liberdade
Este grande herói

Composição: Mano Décio, Estanislau da Silva, Penteado



Exaltação a Tiradentes - Elis Regina

2 comentários:

Anônimo disse...

Tentativa número 2 de postar...
Muito legal o blog, parabéns! Como escritora, creio que preciso de um urgente... Agora chega de mentiras, assume o ego, até quanto se importa mesmo e a preguiça de se tornar uma pessoa melhor... rs
Ana Luisa - visitei por indicação sua de outro site

Anônimo disse...

Puxa vida,Carlos, que postagem bonita,adorei a homenagem a este ilustre cidadão JOAQUIM JOSÉ DA SILVA XAVIER, o TIRADENTES !!! Você poderia ter aprofundado-se um pouco mais sobre a trajetória do mártir da Inconfidência Mineira porque é digna de tal ato, com mais fotos e informações complementares. S.Bacana.

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...