segunda-feira, 5 de julho de 2010

Lembra do silêncio de ontem. Pois é! Este é o silêncio de hoje!
Carlos Kurare



Cosmos Episodio 11 parte 2/7

4 comentários:

Ângela disse...

Carlos Kurare respeito o teu silêncio porque algumas vezes dor, impotência, desolação e saudade se misturam num mar sem nome!Não há palavras para amenizar tal silêncio e até o som delas ferem os nossos ouvidos. Este é o silêncio aceitação do inevitável...Já sei reconhecer de tanto conviver com situações parecidas.Queria oferecer meu conforto,minha paz que são nada,então fica também com meu carinho,meu ombro,minhas mãos e meu coração.Como sempre digo "amigo e amor" nunca são demais...Bjs

Marttinha disse...

Carlos!!!!!!! ki pessoa maravilhosa ki vc é!!!

Pelas imagens !!!!por td que escreve!!!!


Parabéns!!!!

Anônimo disse...

O silêncio de hoje me contagiou, mas o de ontem, ah... o de ontem... provocou-me uma vontade "eu sei, meio invasiva" de compartilhar a lata, para talvez embebedar-me também e, quem sabe assim, chegar lá no fundo dos seus mais puros pensamentos.

Beijo,

Luna

Sheyla disse...

Interessante nossos similares estágios de ânimo...
Ando dêntica..SILENCIOSA...QUIETA..APREENSIVA..e por outro lado, a descobrir que o SILÊNCIO não existe..
O mesmo se configura num burburinho de PENSAMENTOS que insistem em instigar-me a CONTINUAR minha busca...
SILÊNCIO...minha mente não pára...e caminho mentalmente a passos lentos...porém tento que sejam seguros..procurando trajetos JAMAIS pisados por mim...novos percursos..
O SILÊNCIO Carlos, é bom..mas confesso..prefiro a presença de mim em momentos de JUNTAR, UNIR e PRENDER..Sei que me entendes..
Beijo no teu coração meu querido amigo...que recordo TODOS OS DIAS..
(a trabalhar ainda esta hora)..bjs..Sheyla

Sou do tempo em que montar numa magrela: era só sair para pedalar!

Há três coisas que eu nunca esqueço na vida, mesmo que eu fique muito, muito tempo sem praticar: - Andar de bicicleta; - Nadar; ...